Mártir

Viver ou Morrer Por Cristo

Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro. (Fp 1.21).

A igreja primitiva teve grande número de mártires. Ser cristão significava literalmente  estar em perigo de vida. As mais terríveis torturas impostas a um ser humano aconteceram nos primórdios da igreja cristã. E cada vez mais sangue inocente era derramado por amor a Cristo, nas arenas dos circos de Roma. O irmão Policarpo, homem santo e respeitado, já velhinho, fora preso e condenado à morte pelo crime de ser cristão e pregar esse nome. Pedidos de clemência ao imperador chegaram assinados por vários nobres amigos do ancião. Mas ele mesmo não aceito ser libertado. Estava pronto a morrer por Cristo e dizia:

“Vocês não vão me tirar esse privilégio. Não quero deixar de ter o galardão de poder morrer pelo meu mestre.”

E foi martirizado expressando palavras de glorificação ao nome do Senhor.

Quantas vezes, nas pequeninas coisas em que o nosso amor pelo Mestre é testado, falhamos e somos reprovados. Jesus deu a sua vida por nós. Ele morreu a nossa morte para nos dar a sua vida. E nós; o que temos feito por ele?

Se por Cristo não nos for dado morrer,
Por ele, e para ele, devemos viver.
Cristo e sua glória devem ser a motivação
De nossa história, de nosso coração.

Pai Celeste, dá-nos um coração cheio de amor ardente por ti e pela tua causa. Ajuda-nos a olhar sempre para ti e assim vencermos todas as batalhas do nosso viver. Nós te amamos. Senhor. Aleluia!

Fonte: Livro Dia a Dia. Meditações para uma vida com Deus
Autora: Ângela Valadão Cintra
Enviado por: João Pedro

1

Não é Soberbo

Senhor, não é soberbo meu coração, nem altivo o meu olhar, não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim. (Sl 131.1).

Senhor, não é soberbo meu coração, nem altivo o meu olhar,
não ando à procura de grandes coisas…
Dentre todas as coisas que se encontram na terra,
Por cuja causa até se faz guerra:
Poder, fama, riquezas, e tudo o que isso encerra,
Nada se compara com o Eterno.
O terno e bom e justo caráter de Deus.
Seu propósito e querer para os filhos seus
A paz, a alegria e o amor que dele amanam
Ele deixa isto fluir dos corações dos que o amam,
E sua face buscam e o adoram.
Corações contritos, humildes, arrependidos
Que, ao tocarem o coração do Pai celestial,
Tornam-se cheios, e transbordam de maneira tal,
Desse amor e  dos eternos valores,
Que o mundo, com seus atrativos e clamores,
Perde todo o brilho que atrai,
E, em ferrugem cai,
Aos pés de quem se deu ao Senhor,
De quem ele se entrega para eterno louvor.
Longe da dor e da frustração,
E se alegra em Deus, de todo o coração.

Davi tinha tudo para se encher de vaidade e orgulho. Era o rei de Israel. Compunha lindas canções que, de tão populares e inspiradas, atravessaram os séculos. Hoje, no mundo inteiro, o salmo do rei pastor é declamado nos palcos, nos sermões, diante de leitores e túmulos. Sua coragem é modelo para generais e exércitos inteiros. Mas Davi não estava à procura de “grandes coisas”. Ele queria o essencial: sua alma sossegada no regaço do supremo Deus. Queria a paz e a salvação; dádivas tão preciosas e que muito trocam pelos prazeres efêmeros da vida.

Pai celeste, como é bom aquietar o coração em teus fortes braços! Não há lugar mais seguro e mais feliz do que o centro da tua vontade. Glória a ti!

Autora: Ângela Valadão Cintra.
Fonte: Livro: Dia a dia – Meditações para uma vida com Deus.

sem-pastor

Multidões Aflitas e Exaustas

Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm pastor (Mt 9.36)

Multidões que caminham pela terra,
Se espalham pelos vales, sobem a serra,
E, errantes, afitas e exaustas,
Caminham, cambaleiam incautas,
Indo direto para a perdição.
Oh, são como  ovelhas que não têm pastor.
Andam errantes, se ferindo em espinhos,
À mercê dos lobos  em seus caminhos,
Sem ver que a fonte está tão perto.
É preciso mostra-lhes o caminho certo,
Para que encontrem nos braços de Jesus
Toda a ternura que seu perdão traduz.
E, de cansadas e angustiadas,
Se tornem felizes e aliviadas.

Após ensinar às multidões muitas coisas sobre o reino de Deus, Jesus as curou de suas enfermidades, as mais variadas. Ouviu-lhes os desabafos, seus questionamentos, suas dúvidas e trouxe-lhes o conforto de sua doce Palavra, cheia de autoridade. E então olhou para o povo e compadeceu-se de todos, pois os via como na profecia: …eram como ovelhas que não têm pastor… aflitas e exaustas…

E é assim que as pessoas estão hoje. Somente ele, Jesus, tem a Palavra, o pão, a cura, a paz, a salvação, as respostas para o coração humano. Conhecê-lo é descansar e experimentar o refrigério para o presente e o futuro.

Pai, eu me chego a ti, pois sei que o teu coração é cheio de compaixão e amor. Quero descansar em ti e nas tuas promessas, que são eternas e maravilhosas. Alimenta-me de ti. Amém.

Fonte: Livro Dia a Dia. Meditações para uma vida com Deus.
Autora: Ângela Valadão Cintra.

Subindo Como Desceu

Quem a si mesmo se exaltar será humilhado; e quem a si mesmo se humilhar será exaltado. (Mt 23.12)

Humilde como o meu Senhor,
Assim o quer meu coração,
Ensina-me a manso e bondoso ser,
Os frutos de tua vida, na minha quero ter.
Não me deixes nunca sobre mim pensar
Que posso alguma coisa realizar
Por minha própria condição.
Ó, dá-me humilde coração.

Um jovem seminarista fora convidado para entregar a mensagem do Senhor em uma pequena igreja. Preparou o sermão de acordo com as regras da retórica. Ensaiou a pregação, e foi para o templo. Bem arrumado, com a Bíblia junto ao peito, foi recebido pelos irmãos. Gente simples. Subiu para o púlpito com o queixo levantado e achando que iria “abafar” com a pregação. O culto começou. O nosso jovem se embaraçou todo ao dirigir aquele culto.

Foi um vexame! Cometeu muito erros, e a palavra do sermão não foi como planejara. Ele esperou que todos saíssem para depois descer do púlpito. Com a igreja vazia, ele ficou por uns momentos refletindo no que acontecera. Quando desceu, o zelador estava já fechando o templo. Esse, quando o viu cabisbaixo, saindo andando devagarzinho, lhe disse:

“Olhe, moço. Se você tivesse subido ao púlpito como está descendo, estaria descendo da maneira como você subiu. A humildade vai adiante da honra, não se esqueça.”

A humildade é fundamental na obra de Deus, e em toda a vida do cristão. Jesus nos deu o maior exemplo, ao lavar os pés dos discípulos na noite em que foi traído. Nós também devemos lavar os pés uns dos outros. Lembre-se do que o Mestre ensinou: Maior é o que mais serve.

Pai, como eu preciso aprender essa lição. Como é difícil ter humildade em todas as atitudes da vida, mas eu quero aprender contigo. Ensina-me, ó espírito santo. Amém.

Ler: Mateus 23. 1-12

Fonte: Meditações para uma vida com Deus. p.338
Autora: Ângela Valadão Cintra.

Sê Forte!

“Se forte e corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar a seus pais”. (Josué 1.6)

Sê forte e corajoso, corajoso e forte,
Resoluto, intrépido, ousado, destemido, justo e animado:
Para batalhar e o inimigo derrotar.
A bandeira a levantar, a mensagem a proclamar,
E sempre anunciar que a vitória do Senhor é certa!
Que, após a luta, nos aguarda a festa.
Festa das bodas do Cordeiro.
Das medalhas e troféus inteiros para os heróis,
Que brilharão como sóis no reino eterno de nosso Pai.
“Sê forte!” é a palavra de ordem.
Enquanto os pés plantados neste chão
Querem marchar para um mundo transformado,
Mudado, a partir do coração
Que agora luta, e vence, e canta, e dança, e louva.
E em todos os momentos, não foca os sofrimentos,
Mas os louros eternais na coroação do Filho vencedor!
Do lutador, que crê e vence, que é forte na força do Senhor!
Que vibra e vive com amor.
Sê forte! Continue. Olha o Norte!
Não tema a morte, olhe para cima!
Contemple a cruz. Reflita Jesus!

O cristão precisa de coragem para enfrentar as batalhas da vida. Coragem para dizer “Não” ao pecado, às falsas ilusões do mundo, à fama, ao dinheiro, aos prazeres passageiros. Precisa ser forte e corajoso para não desistir no meio do caminho.
Hoje meu irmão, Deus o reveste de força e renova sobre a sua vida a coragem para prosseguir sua jornada até à presença do Senhor no porvir.

Pai, faz me forte e corajoso nas provações da vida. Não me deixes tirar os olhos do alvo.
Quero caminhar contigo até o fim e receber a tua palavra de aprovação. Amém.

Ler: Josué 1. 1-9

Fonte: Livro Dia a Dia – Meditações para uma vida com Deus. p.313
Autora: Ângela Valadão Cintra.

 

Perdão Senhor!

Então, Pedro, saindo dali, chorou amargamente.
(Lc 22.62)

Perdão, Senhor, pela vezes tantas
Que deixei de te levantar mãos santas
Em favor do próximo e do irmão.
Perdão pela dureza do meu coração.
Perdão pelas vezes que não fui sensível
À doce e meiga voz, ao chamado irresistível
Para orar, clamar, suplicar.
Perdão pela desobediência, pela maledicência,
Pela indolência, vaidade e orgulho.
Perdão pela falta de sensibilidade
Para tratar de assuntos da eternidade,

Continue lendo

Os 10 Mandamentos do Namoro Cristão

  1. Não namore por lazer: namoro não é passatempo e o cristão consciente deve encarar o namoro como uma etapa importante e básica para um relacionamento duradouro e feliz. Casamentos sólidos decorrem de namoros bem ajustados.
  2. Não se prenda a um jugo desigual, (2 Cor 6:14-18): iniciar um namoro com alguém que não tem temor a Deus e não é uma nova criatura pode resultar em um casamento equivocado. E atenção: mesmo pessoas que frequentam a igreja podem não ser verdadeiros convertidos ou não levarem o relacionamento com Deus a sério.
  3. Imponha limites no relacionamento: o namoro moderno, segundo o ponto de vista dos incrédulos, está deformado e nele intimidade sexual ou práticas que levam a uma intimidade cada vez maior são normais, mas o namoro do cristão não deve ser assim, o que nos leva ao próximo mandamento.
    Continue lendo

Você Ficaria em Pé?

Havia um professor  de filosofia que era ateu convicto. Sempre sua meta principal era tomar um semestre inteiro para provar que Deus não existe. Os estudantes sempre tinham medo de argui lo por causa da sua lógica impecável. Por 20 anos ensinou e mostrou que jamais haveria alguém que ousasse contrariá lo, embora, às vezes surgisse alguém que o tentasse, nunca o venciam.

Continue lendo

Disciplina Paterna

A paternidade abrange o processo de “fazer discípulos” dos próprios filhos. Os pais ensinam obediência não apenas para manter os filhos sob sua autoridade, mas também para levá-los à salvação e ao discipulado espiritual (Hb. 12.11). Embora a punição, ás vezes, faça parte da disciplina, há muitos outros aspectos envolvidos na transição de um comportamento controlado pelos pais para o autocontrole e para decisões independentes e, finalmente, para um estilo de vida controlado por Deus, quando o filho aprende a tomar decisões sábias, que horam ao Senhor (Hb. 12. 10-11). a disciplina piedosa proporciona manto protetor, sob o qual o filho aprende a obedecer a deus no período em que se encontra mais vulnerável.

a obstinação é um ato de desobediência deliberado, pois o filho sabe quais são as expectativas dos pais e faz o contrário (Pv.29.1). Essa atitude deve ser diferenciada da falta de responsabilidade própria da criança, do esquecimento, de erros, de falta de atenção, de pouca tolerância à frustração e, também, de imaturidade. educar e orientar os filhos exige firmeza para corrigir comportamento inaceitáveis (Pv 22.15), mas não a ponto de ferir nem de prejudicar a criança (Ef 6.4) . Pais amorosos, que demonstram ternura, bondade e gentileza qualquer que seja o comportamento do filho, erram quando intervêm para protegê-lo das consequências de seus atos (Pv.13.24). Educar e orientar os filhos exige firmeza para corrrigir comportamentos inaceitáveis (Pv. 22.15), mas não a ponto de ferir nem de prejudicar a criança (Ef.6.4).

Continue lendo

Carta de Deus

Meu Filho,

Tu podes não me conhecer, porém eu sei tudo sobre ti (Salmo 139:1)

Eu sei quando te assentas e quando te levantas (Salmo 139.2)

Eu conheço todos os teus caminhos (Salmo 139.3)

Continue lendo

O Que é Mentira?

Mentira: manifestação contrária à verdade, cuja essência é o engano e cuja gravidade se mede segundo o egoísmo ou a maldade que encerra. Está proibida pelo decálogo divino (Êxodo 20.16) e um dos efeitos da conversão ao cristianismo é deixar de nmentira (Efésio 4.25). A mentira direta como a de Ananias e Safira (Atos 5. 4 não é a unica forma de mentira

Em algumas ocaiões se trata de meias verdades, como Abrãao disse de sua esposa Sara a Abimeleque: “É minha irmã (Gênesis 20.2,12). O propósito é sempre enganar. Pode ser também uma resposta evasiva, como a que Judas quando o Senhor o acusou indiretamente na última ceia que mantemos comunhão com Ele, e andarmos nas treva, mentimos e não praticamos a verdade” (1 João 1.6). Os mentirosos irão para o lago de fogo (Apocalipse 21.8).

Continue lendo

Desativando O “Burrinho Emocional”

NINGUÉM PODERÁ FAZER ISSO POR VOCÊ…

Aprenda a contar até cem antes de responder aos estímulos e às provocações dos outros. Respostas precipitadas e ríspidas sempre destroem em vez de edificar relacionamentos.

A Palavra de Deus ressalta: como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo (Prov. 25:11). Lembre-se: A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira ( Prov. 15:1), ou seja, ativa o “burrinho emocional!”. Cuidado!!

Continue lendo

Uso Correto dos Dízimos

Índice:

  1. Introdução
  2. Alerta
  3. Dízimos, igrejas, pobre e Deus
  4. Destino antibíblica ao dízimo
  5. O dízimo e o cristão genuíno
  6. A palavra de Deus e o ato de dizimar
  7. Os pastores mentem
  8. Pasmem os leitores
  9. Investimentos em conflito com as crenças adventistas
  10. Falsos testemunhos de dizimistas
  11. Benefícios ministerais mensal

Continue lendo

Administradores do Presente e do Futuro

Seja o mundo, seja a vida, seja a morte, seja o presente, seja o futuro, tudo é vosso (1 Co 3:22b)

O apóstolo Paulo disse que duas coisas em particular nos pertencem: o presente e o futuro. Portanto, até certo limite, podemos fazer aquilo que queremos. Somos donos do nosso presente e do nosso futuro. Que responsabilidade! Mas Paulo acrescenta: Tudo é vosso; e vós, de Cristo, e Cristo de Deus (1 Co 3:22b,23a).

Continue lendo

Profecias Que Não São Profecias

A última profetisa supostamente verdadeira na história da humanidade morreu no ano de 1915, deixando um legado de textos que a mesma alegou ser de revelação do Eterno Espírito Santo, sendo que, o mesmo deixou escrito em Suas Revelações na Palavra do Eterno a seguinte autorização para quem quisesse conhecer Suas verdadeiras revelações no meio de tantas que são atribuídas a Ele, palavras do Espírito Eterno: Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos (os que se dizem usados por Ele) para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo.
I Jo. 4:1.

Continue lendo

A Indústria do Curandeirismo

“Estes sinais acompanharão os que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal nenhum; imporão as mãos sobre os doentes, e estes ficarão curados”. Mc. 16: 17,18.

Continue lendo

Porque Jesus Não Entrou no Santíssimo em 1844?

1. A Palavra do Eterno que não pode mentir porque é a mais pura verdade (Pv. 30: 6 – Jo. 17 : 17), revela de forma categórica que o Senhor Jesus Cristo entrou no Santo dos Santos na era apostólica (He. 9: 12 – “Não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, ENTROU NO SANTO DOS SANTOS, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção”). Para refutar esta tradução que afirma ter Jesus entrado no Santíssimo na era em que os apóstolos ainda estavam vivos, o site http://adventismoemfoco.wordpress.com/2009/06/13/analisando-hebreus-912-jesus-entrou-no-lugar-santoou-santissimo/ usou 11 traduções bíblicas para defender a teoria de 22/10/1844, isto seria justificativa justa ou uma tentativa desonesta de manipular as Sagradas Escrituras para sustentar uma mentira? O próprio Espírito Santo vai conceder a resposta justa e honesta, quem estiver disposto a crer em Sua Palavra que creia e quem não quiser que não creia, isto é problema pessoal. Quando a pessoa permite o Espírito Santo revelar a verdade, esta pessoa recebe a verdade, se não estiver disposta a receber a verdade vem à operação da mentira para que ela creia na mentira e vá para o inferno.

Continue lendo

O Macaco, a Banana, o Cristão e o Mundo

“E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” – Romanos 12:2

Esta historia encontra-se há muito tempo na internet, é interessante e nos leva a refletir sobre as verdadeiras prioridades da vida.

Continue lendo

11 Dicas Para Não se Casar com a Pessoa Errada

“Porventura andarão dois juntos se não estiverem de acordo?”
Amós 3:3

Com a taxa de divórcio acima de 50%, aparentemente pessoas demais estão cometendo um grave erro ao decidir com quem pretendem passar o resto de sua vida. Para evitar tornar-se uma “estatística”, tente interiorizar estes onze pontos a fim de não entrar em uma “fria”.

Continue lendo