trafico_humano 300 x 300

Tráfico de Mulheres

Uma crueldade que interrompe sonhos e vidas, principalmente de crianças e mulheres. Preocupada com isso, resolvi repassar algumas orientações para que sua filha ou filho não se torne a próxima vítima, diz Eliana Barbosa, consultora em desenvolvimento humano, escritora e palestrante. 

  • Cuidado para não criar seus filhos como se estivessem em uma redoma de vidro. Muitas vezes, quando se tenta protegê-los de notícias ruins ou de novelas, você perde a oportunidade de lhes ensinar que a vida fora de casa pode ser dura e ruim.
  • Repressão na educação das filhas pode levá-las a procurar uma brecha para escaparem dos pais: umas se casam cedo e outras caem na lábia de pessoas mal intencionadas.
  • Mantenha um diálogo sempre aberto com seus filhos para que, diante de um perigo, eles possam lhe contar suas experiências e pedir ajuda.
  • O mundo está cheio de enganadores que sabem como ganhar a confiança e depois darem seus golpes. A melhor forma de se proteger a sua família é diante de pessoas que você conhece há pouco tempo, usar a polícia, a internet, o Procon, e outros meios para checar se o que elas dizem é verdade.
  • Como a Internet tem sido usada de forma perversa pelos traficantes de pessoas e também pelos pedófilos, oriente seus filhos para que não conversem com desconhecidos e se neguem a passar informações.
  • Ensine sua filha a fortalecer a autoestima, porque quando ela estiver bem autoconfiante, ficará mais difícil se iludir com o conto do dinheiro fácil ou com o “charme” desses bandidos.

Enviado e adaptado por: Inês Carvalho.
Fonte: Revista Malu/Abril/2013 – Eliana Barbosa.

auto estima 300 x 300

5 Comportamentos para Conquistar uma Auto Estima Elevada

  1. Cumprimentar os outros com um sorriso e olhá-los diretamente nos olhos. Um sorriso e o contato visual direto transmite aos outros confiança, este é um comportamento que reflete uma auto-estima elevada.
  2. Ao atender o telefone, faça-o de forma agradável, seja no trabalho ou em casa, e ao fazer uma chamada, procure dar o seu nome antes de solicitar a pessoa que pretende. Apresentando o seu nome na sua apresentação, demonstra que é uma pessoa com auto respeito, o que reflete auto estima.
  3. É importante mostrar sempre a apreciação real de um presente ou de um elogio. Não se deve desvalorizar nem minimizar ou contornar as expressões de afeto ou a honra que os outros nos dirigem. A capacidade de aceitar ou receber é uma marca universal.
  4. Não se gabar. É quase um paradoxo que a modéstia autêntica é realmente parte da capacidade de graça receber elogios.  As pessoas que se gabam das suas próprias façanhas, demanda especial ou atenção estão simplesmente a ter uma tentativa de se edificar aos olhos dos outros e isso porque eles não percebem como de fato já são dignos de respeito.
  5. Não fazer dos problemas o cenário central de sua conversa. Fale positivamente sobre sua vida e do progresso que você está tentando fazer. Esteja ciente de qualquer pensamento negativo, e tomar conhecimento de quantas vezes se queixa.

Enviado por: Carla Regina Paiva.
Fonte: Revista Seu Guia/Outubro/2013.

ciume

O Que Destrói o Amor

Especialistas relacionam nove tipos de comportamento que podem levar uma relação ao fracasso.

  1. Humilhando o parceiro: Um desmerece o outro o tempo todo nas “relações de desqualificação”.
  2. Solidão a dois: São as “relações de estancamento”, ou seja, quando reinam a indiferença e a falta de diálogo.
  3. Papéis sociais em conflito: Nas “relações dos modelos culturais”, o choque existe quando a expectativa é diferente da realidade.
  4. Quando dinheiro é o problema: Nas “relações das crises financeira” até a vida sexual pode ser afetada.
  5. Sob controle total: As “relações de possessividade “ são marcadas pelo ciúme.
  6. Comportamento sexual inadequado: Nas “relações da sexualidade tóxica”, o sexo não é vivido de forma saudável.
  7. Competitivo: O casal disputa tudo e todos nas “relações de competitividade”.
  8. Traição, caminho rápido para o fim: As “relações de infidelidade “resultam em perda de confiança, o que deteriora o relacionamento.
  9. A agressão é a tônica: nas “relações de emoções explosivas”,  os casais se agridem o tempo todo.

Enviado por: Élida Freitas.
Fonte: Revista Seu Guia/Janeiro/2014.

pais 300 x 300

Educar Não é Apenas Tarefa das Mães! Cadê o Pai?

A paternidade ajuda a criar filhos mais felizes.

Não é raro a responsabilidade maior da criação dos filhos cair sobre a mãe. No livro Cadê o Pai Dessa Criança?, da Summus Editorial, a psicóloga Elizabeth Monteiro ajuda os homens a exercerem ativamente a paternidade, principalmente aqueles que andam meio ausentes ou não sabem o que fazer.

Um Bom Pai.
A presença da figura paterna é imprescindível para o equilíbrio psíquico e emocional dos pequenos. No entanto, na avaliação da psicóloga, o homem não nasce pai. “Ele se transforma em pai, o que difere da mulher, que biologicamente já vem com o preparo para exercer a maternidade e se especializa desde criança, com as brincadeiras de boneca”, afirma.

Primeiro de tudo, é preciso participar da vida do filho. Não somente trabalhando para dar-lhe o que comer e vestir, mas cuidando dele. Isso significa brincar, acompanhar seu desempenho na escola, colocar para dormir e, por que não, trocar fralda e dar banho.

Um bom pai ouve o filho e está sempre disposto a conhecê-lo mais.

Não é aquele que dá tudo o que a criança quer, mas sim que sabe impor limites e educar. É, acima de tudo, um modelo a ser seguido que aprecia os momentos compartilhados em família. “Assim como a mãe, o pai tem a obrigação de cuidar do filho de maneira amorosa, respeitosa, ser presente e atuante. Do contrário, não é pai”, avalia.

Tipos de Pai:

  • De Fachada.
    Cumpre seu papel paterno por obrigação, mas não apresenta vínculo afetivo com o filho.
  • Tiranossauro.
    Ele se impõe por meio do medo, autoridade e regras rígidas. Traz tensão para o ambiente familiar.
  • Folgado.
    Acostumado a ter tudo na mão, recorre à mulher para resolver todos os problemas.
  • Alienador.
    Na separação, tenta destruir a imagem da mãe e faz pressão para o filho escolher um dos lados.
  • Garanhão.
    É um verdadeiro reprodutor. A mulher é vista como um objeto com quem ele pode curtir um sexo incrível.
  • Ogro.
    Filhos? Que venham… Isso não é problema dele. Ele é inadequado, precisa se afirmar e assim não enxerga os filhos. Adora competir e medir forças com o outro, nem que seja uma criança.

Enviado por: Samara Jonas.
Fonte: Malu/Novembro/2013.

mandela 300 x 300

A Importância do Carisma

Sem dúvida já aconteceu com você de conhecer uma pessoa fascinante, que tinha algo a mais, especial, difícil de decifrar.

Uma capacidade inexplicável de deixar melhor quem encontrou, de tocar com o próprio brilho as pessoas, com uma força diferente, que nos faz perguntar: de onde vem esse fascínio?

Isso tem nome e se chama carisma.

Mas afinal, o que é carisma? A palavra vem do grego “chàrisma”, de que deriva “dachàris”, que significa “graça”. Na mitologia grega, o nome chàris era também como eram chamadas As Três Graças, deusas da felicidade e da beleza, símbolos da harmonia e da perfeição. A elas associavam-se tudo o que promove encantamento, brilho e satisfação. Já na tradição cristã, a palavra significa um dom divino, uma graça concedida aos fiéis.

A qualidade costuma ser associada a grandes líderes. Para citar alguns nomes, temos Ghandi, Nelson Mandela, Martin Luther King e Madre Teresa, sendo a força do carisma vinda da percepção por parte das pessoas de que eles estavam falando e agindo cada vez mais no interesse do grupo, transmitindo valores e ideais. São pessoas que deixaram sua história marcada no mundo. Olhando por eles, então, podemos identificar quatro elementos que caracterizam suas ações:

Capacidade de Se Comunicar, que significa saber ouvir com atenção os outros para poder transmitir uma visão, um sonho, uma missão e construir consenso;

Capacidade de Se Relacionar, ou seja, compreender as outras pessoas, suas vontades, opiniões e se colocar no lugar do próximo para poder flexibilizar os próprios comportamentos e atitudes e motivar o grupo;

Capacidade de Conhecer a Si Mesmo, saber direcionar os pensamentos em direção ao resultado, construir uma autoimagem positiva, em que a autoconfiança esteja presente e fortaleça a identidade;

Capacidade de Realizar, que é saber colocar em prática e concretizar as palavras e intenções, com o objetivo de gerar resultados.

Desta maneira, o elemento principal presente em uma pessoa carismática é a intenção verdadeira e honesta de inspirar, servir e se dedicar às pessoas, a um objetivo comum e ao interesse dos envolvidos. É a vontade autêntica de honrar e respeitar os outros que torna a pessoa magnética e carismática. Ela também é um indivíduo centrado, presente na situação e nas relações, o que faz com que estejamos atraídos por ela, que desperta o nosso interesse mesmo antes de conhecê-la melhor.

É importante ressaltar igualmente que o carisma não é uma qualidade que alguém tem e outros não, mas é uma potencialidade de todos de se tornarem inesquecíveis e encantadores, ou seja, é uma qualidade fortemente ligada à força e ao poder da presença da pessoa.

Por: Eduardo Shinyashiki, palestrante e consultor organizacional.
Enviado por: Manoela Ferreira.
Fonte: Revista Farmais/ Ago/Set/2013/Edição 140.

Young Boy Being Tutored by His Teacher

Seu Filho Está com as Notas Baixas? Saiba Como Ajudar

  • Seja parceira se a nota vier baixa.
  • Não passe a mão na cabeça nem brigue.
  • Incentive-o a se esforçar para mudar esse quadro.
  • Reflita se as dificuldades podem ser solucionadas com mudanças na rotina diária.
  • Avalie se problemas familiares ou com amigos estão influenciando no resultado.
  • Reorganize o plano de estudo para que a criança dedique mais tempo às matérias em que tem maior dificuldade.
  • Intercale as matérias preferidas da criança com as que ela gosta menos.
  • Estipule o ideal: estudar duas horas por dia e, a cada meia hora, trocar a matéria.
  • Deixe sempre claro à criança que, se ela se sai bem em uma disciplina, pode fazer o mesmo nas outras!
  • Se a nota baixa se deve à falta de esforço, tire privilégios, como o videogame.
  • Não exagere na punição. Foque no estudo.
  • Nunca assuma a responsabilidade pelo baixo desempenho de seu filho.
  • Revejam a prova juntos. Faça seu filho perceber onde errou e por quê.
  • Não critique se houve alguma falta de atenção. Adote uma postura positiva.

Enviado por: Solange Leal.
Fonte: Ana Maria/Agosto/2013.

Lição de casa 300 x 300

Notas Escolares

2013 está acabando e só agora você percebeu que seu filho corre o risco de repetir o ano?

Então é necessário correr contra o tempo, afinal, não há ninguém interessado em que ele perca o ano certo?

Procure imediatamente uma boa professora particular ou uma escola que ofereça aulas de reforço. Intensifique o seu tempo com ele para fazer a tarefas da escola.

Agora não é hora de passar sermão. A criança deve estar apavorada só em pensar na possibilidade de repetir o ano escolar. Portanto, aja com praticidade: estude bastante ao lado dele e, para que ele tenha maiores chances de se concentrar e obter melhores notas, ofereça alguns estímulos. Por exemplo: se ele passar de ano, vai ganhar um presente extra no Natal.

Caneta e papel nas mãos e ….. Boa Sorte!

Enviado por: Denise Moreira.
Fonte: Malu/Novembro/2013.

Acompanhando a lição de casa 300 x 300

Acompanhe a Lição de Casa de Seu Filho

  • Fique por perto para saber qual conteúdo está sendo ensinado.
  • Observe se seu filho tem simpatia pelo tema que está aprendendo.
  • Estimule a independência para ele resolver os exercícios sozinho.
  • Se necessário, esclareça as dúvidas que surgirem. Não sabe? Pesquise!
  • Evite explicar a lição de maneiras diferentes do jeito do professor.
  • Se a criança não conseguir fazer a lição com frequência, converse com o professor para achar uma solução.
  • Evite que a hora da lição vire um momento só de cobranças.
  • Ajude a criança a controlar a ansiedade diante do exercício.
  • Aceite que o erro faz parte do aprendizado. E é até benéfico.
  • Jamais escreva no lugar da criança para garantir que ela acerte.
  • Se seu filho fizer uma redação com erros, peça que ele releia o texto para encontrar todos os deslizes.
  • Oriente para que ele anote as dúvidas e peça ajuda ao professor.

Enviado e adaptado por: Thaís Franz.
Fonte: Ana Maria/Agosto/2013.

pais-filhos 300 x 300

Aula de Comportamento Infantil

Tem criança que não vê a hora de sair de casa pra começar a aprontar. Se seu filho é assim, é hora de começar a mudar o jogo.

Parto do princípio de que os combinados são nossos grandes aliados. Se a criança está acostumada a fazer escândalos em supermercados, por exemplo, diga que não vai mais levá-la caso não se comporte.

E pode esperar, pois provavelmente ela irá se comportar mal para testar se você vai cumprir a sua palavra. Então, não volte atrás na sua decisão. Assim, ela pensará duas vezes quando você disser a mesma coisa.

Outra opção é dizer que, com essa malcriação, seu filho não merece a guloseima que está querendo e não irá comprá-la . Eu sei que o escândalo piora nessa hora, mas é porque seu filho está testando você.

Se ceder, ele aprenderá que o ponto para conseguir qualquer coisa com você é, por exemplo, a malcriação em público. Portanto, seja firme.

Isso pode ser aplicado em qualquer ambiente público. Atualmente, a maioria das pizzarias e restaurantes oferecem um espaço voltado ao lazer das crianças, o que é uma excelente ideia.

Primeiro porque, para a criança, é muito chato sim ficar sentada em uma mesa ouvindo conversa de adulto sem ter o que fazer. E segundo, ninguém merece sair para jantar e ter que aguentar o filho de outra pessoa correndo em volta da sua mesa e esbarrando no seu braço o tempo todo.

Para evitar confusão, procure sair para comer em locais que oferecem algum atrativo para seu filho ou então esteja munida de alguns objetos úteis, como videogames portáteis, gibis, revistas de colorir, etc..

Enviado por: Suzana Ambrósio.
Fonte: Malu.

estudar 300 x 300

Ajude seu Filho a se Organizar na Hora do Estudo

Veja como ajudá-lo a descobrir o prazer de aprender cada vez mais.

  • Monte uma tabela com as disciplinas que serão estudadas a cada dia da semana, determinando um horário para que isso seja feito.
  • Verifique se seu filho cumpre esse planejamento e os horários.
  • Cobre o estudo regular. Isso permite ao aluno descobrir suas dúvidas para tirá-las na aula seguinte.
  • Incentive a criança a estudar um pouquinho por dia, fazendo resumos da matéria que foi dada.
  • Ensine seu filho a usar esses resumos para rever o conteúdo de cada matéria na véspera das provas.
  • Não sobrecarregue a criança com aulas extracurriculares. Ela também precisa de tempo para brincar!
  • Faça seu filho dormir, pelo menos, oito horas por noite para garantir um bom aprendizado.
  • Reserve um tempo para a criança ou adolescente relaxar, jogar bola e conviver com os amigos.
  • Avalie se dá para ler e entender todas as anotações feitas no caderno do seu filho.
  • Se houver lições incompletas, faça-o colocar tudo em dia.
  • Observe se os exercícios do livro estão sendo feitos e corrigidos.
  • Mostre que é importante estudar, mesmo quando não existe nenhuma prova marcada.
  • Verifique a agenda escolar da criança todos os dias.
  • Faça as contas e saiba quanto seu filho precisa tirar de nota para passar de ano. Explique isso a ele.

Enviado e adaptado por: Thais Moreira.
Fonte: Ana Maria/Agosto/2013.

psicoterapia infantil 300 x 300

A Psicologia da Criança

Como estamos no mês das crianças, mais uma vez, proponho aos leitores uma reflexão acerca dos pequenos, pois, percebo muitas inquietações dos pais que buscam tratamento psicológico para seus filhos. Sobretudo, relacionadas às mudanças de comportamento ou aos transtornos da idade (sono, linguagem, alimentar e controle do xixi e cocô).

Primeiramente, é importante observar com que intensidade e com que frequência a criança apresenta determinados comportamentos ou alterações. No entanto, isso é apenas uma dica, porque crianças tem uma grande capacidade de esconder sintomas, como forma de proteger o funcionamento de sua família e defendê-la de uma possível desestruturação.

No que tange aos problemas comportamentais, podemos presumir que um fator emocional possa atrapalhar a criança em seus atos, ou seja, em seus comportamentos. E isso é bastante comum. Visto que, nós adultos, muitas vezes não sabemos lidar com nossos sentimentos, imaginem os pequenos! Bom, com as crianças não é diferente. Nesse caso, quanto mais cedo a criança for encaminhada a uma psicoterapia, mais rápido e duradouro será o resultado, abrindo a possibilidade, primordial, de dar nome ao que lhe incomoda. Já os transtornos supramencionados, podem, também, ter relação com o afeto.

Devido à dificuldade da criança em verbalizar seus problemas, o corpo acaba “falando” por ela, quer dizer, ela acaba apresentando sintomas físicos, como diarreia ou falta de apetite, por exemplo, mesmo não havendo uma doença que dê origem a esses sintomas. Ao detectá-los, não se pode deixar de tratar o físico, mas há a necessidade de um acompanhamento psicológico em concomitância, já que sua origem pode ser emocional.

Enviado por: Flávia Santos.
Fonte: Tudo Perto/Outubro/2013.

Reciclagem 300 x 300

Coleta Seletiva – Aprenda a Separar o Lixo

Além de separar o lixo, é importante saber o destino correto de cada material. Só assim a reciclagem funciona pra valer e a gente pode preservar os recursos naturais.

Papel.
Apesar de ser um material orgânico, nem todo papel vai direto pra reciclagem. De papelão, a caixa de pizza tem que ser separada antes de ir pro lixo. “A tampa é reciclável, mas a parte de baixo, encharcada de gordura, vira rejeito”, explica Patricia Blauth, bióloga da consultoria Menos Lixo.
O papel-manteiga, que tem cera na superfície, também não pode ser reciclado.

Vidro.
O tempo de decomposição na natureza é demorado demais! Então, a melhor opção é reutilizar potes e garrafas em casa.
Já as lâmpadas fluorescentes pedem cuidado especial no descarte, pois liberam metas tóxicos quando quebram. “O mesmo ocorre com espelhos que não podem ser reciclados. Antes de jogar fora, o ideal é embalar em jornal”, sugere Patricia.

Metal.
Latinhas de refrigerantes e cerveja devem ser lavadas antes de ir pro lixo. Senão, juntam sujeira e atraem insetos. E isso também facilita o processo de reciclagem. O papel-alumínio, aliás de papel não tem nada! Ele é só uma folha bem fininha de metal, que deve ser reutilizada. “Até o marmitex pode ser reaproveitado, mas lave-o bem antes”, avisa a especialista.

Plástico.
Há tipos diferentes desse material, e eles nem sempre devem ter o mesmo destino. Veja o caso das garrafas PET: os rótulos são de plástico laminado, não reciclável. Retirá-los antes de jogar fora facilita o trabalho nas cooperativas de reciclagem.
“Embalagens de salgadinhos, biscoitos e picolés também vão direto para a lata dos rejeitos”, diz Patricia.

Bateria não Deve ir Pro Lixo.
“Baterias tem metais pesados, que podem se infiltrar na cadeia alimentar e contaminar pessoas”, dia Claudio Evaldo, engenheiro ambiental da consultoria Nativo Socioambiental.
Supermercados, bancos e operadoras de celular têm postos de coleta. Patricia sugere nem usarmos aparelhos que funcionam a bateria. “Prefira os que são ligados na tomada ou usam pilhas recarregáveis”.

Enviado e adaptado por: Samanta Oliveira.
Fonte: Viva/Agosto/2012.

Conversando com filho 300 x 300

Como Ensinar com Inteligência

Sim é possível fazer seu filho obedecer a você sem palmada ou castigo.
Muitas crianças são rebeldes porque querem chamar a atenção. Outras, simplesmente têm personalidade forte. Em qualquer caso, é preciso paciência. “É importante construir uma relação de confiança, porque isso facilita o diálogo. Quando as recusas ocorrem, faça um trato com a criança em vez de castigá-la”, diz Nívea Fabrício, psicóloga e psicopedagoga. Esse trato é um acordo em que o adulto explica seus motivos e deixa claro que a desobediência terá um preço. “Não ameace seu filho. Isso é uma forma pesada de imposição de regras”, orienta a especialista.

O Que é Correto.

  • Ser um bom modelo para seu filho.
  • Ensinar que para tudo na vida existem limites e, quando você desrespeita isso, há consequências.
  • Dizer “por favor” e “obrigada”. Elogiar sempre que acriança fizer algo certo.
  • Agir sem crueldade na hora de determinar algum tipo de punição.
  • Um ótimo recurso é pedir ao seu filho que fique por um tempo no quarto, pensando no que fez. Isso é diferente do castigo, em que não há uma proposta construtiva.
  • Em vez de gritar ou bater, privar a criança de algo que ela gosta por um tempo determinado, como não jogar videogame no fim de semana.

O Que é Errado.

  • Ceder toda vez que seu filho fizer birra para conseguir o que quer (ou seja, é preciso saber dizer “não”).
  • Chamar a criança de “peste” ou de qualquer outro tratamento ofensivo. Respeite para ser respeitada.
  • Afirmar que irá tomar certa atitude caso seu filho insista em desobedecer e, depois, não cumprir o prometido.
  • Antes de determinar qual será a punição, pense se terá coragem de ir até o fim. Caso contrário, você ficará desacreditada com essas ameaças.
  • Dizer “não” o tempo todo. Pais que negam tudo perdem força. Analise a situação antes de decidir se deve ou não permitir que seu filho faça algo.

Enviado por: Alexandra Dimas.
Fonte: Ana Maria/Julho/2013.

casal de irmãos 300 x 300

Irmãos Fazem Bem?

Regra atual – Ter irmãos é bom, já que a criança aprende a socializar desde cedo. A amizade entre irmãos é importante para que tenham uma vida afetiva saudável.

A nova orientação – O fato de a criança ser ou não filha única não influencia sua capacidade de socialização. Mais importante do que incentivar a amizade entre irmãos é tratá-los como pessoas diferentes.

A palavra da especialista.
Muitos pais acreditam que ter um irmão é benéfico para a criança. Um menino com um irmão menor aprenderia a dividir os brinquedos – o que não aconteceria com um filho único. Segundo os autores americanos, isso é balela: a presença ou ausência de irmãos não influencia a capacidade de se relacionar com outras crianças. A especialista em psicopedagogia Maria Irene Maluf assina em baixo. “Se fossem assim, um indivíduo com irmãos teria sempre um relacionamento social melhor do que o filho único. E não é o que acontece”. Também é bobagem acreditar que a relação fraterna é sempre positiva para os pequenos. “Pelo contrário, o desgaste na relação com os irmãos pode gerar feridas emocionais e dificuldades de relacionamento social no futuro”, afirma.

Incentivar a amizade entre irmãos é uma atitude saudável, mas é preciso lembrar que eles podem não ter afinidade.

“Os pais costumam idealizar uma família perfeita, e isso não existe”, diz Maria Irene.”Os filhos são pessoas distintas, não se pode esperar que todos sejam amigos. O que gera a amizade não são os laços de sangue, e sim a admiração pela individualidade do outro”. Para ela um dos maiores erros cometidos em nome da educação é tentar dar de tudo igualmente aos filhos. “Não faz sentido dividir de forma idêntica a atenção, os recursos financeiros e o tempo entre pessoas que são diferentes. Os pais devem oferecer aos irmãos oportunidades distintas, que possam satisfazer suas necessidades. Isso vai fortalecer a união entre eles”.

Enviado e adaptado por: Simone Castilhos.
Fonte: Revista Claudia/Setembro/2013.

Bebê-assistindo-televisão 300 x 300

Como Distrair uma Criança de 6 Meses?

Nessa fase, as crianças já começam a ficar sentadinhas. Então, recomendam-se livros de pano e brinquedos coloridos que estimulem a coordenação motora.

Brinquedos para Montar.
Dê preferência aos brinquedos de encaixe, para que ela pegue e coloque os objetos no local certo. Mas lembre-se de que as peças devem ser grandes para não serem engolidas se a criança levá-las à boca. Outra opção são os brinquedos com sons e cores.

Televisão Pode?
Pode deixar assistir filmes e desenhos animados desde que seja até uma hora por dia. Mas não deixe a criança sozinha. Fique atenta e só permita os programas indicados para essa idade.

Enviado por: Fernanda Silva.
Fonte: Ana Maria/Março/2013.

guardanapo de tecido 300 x 300

Como Usar Guardanapo de Pano Durante a Refeição

O correto é pôr o guardanapo de pano sempre no colo, deixá-lo sobre a mesa enquanto todos estão comendo, além de ser falta de educação é anti-higiênico.

Só coloque o guardanapo na mesa quando o jantar terminar e todos já tiverem levantado.

Se promover um jantar para alguém, o ideal é que você coloque o guardanapo junto aos talheres e pratos dos lugares à mesa.

Outra dica é nunca confundir o guardanapo com o protetor de roupas, parecido com um babador. Alguns restaurantes, especialmente os italianos, oferecem esse tipo de recurso para os clientes não sujarem de molho a roupa branca. Evite pagar micos e usá-lo no lugar errado! Se o guardanapo for de papel, o que é bem mais comum, pode deixá-lo ao lado do prato depois de usar.

Enviado por: Luciana Palmeira.
Fonte: Ana Maria/Agosto/2013.

estudando em casa 300 x 300

Crie um Cantinho Gostoso para seu Filho Estudar

  • Estipule um lugar da casa para a criança fazer as tarefas.
  • O ambiente deve ser claro, de preferência com luz natural.
  • Abra a janela e areje o ambiente: a ventilação favorece o bom funcionamento do cérebro.
  • Escolha um cômodo silencioso para evitar distrações.
  • Mantenha o dicionário por perto e faça seu filho usá-lo.
  • Deixe o material escolar sempre ao alcance das mãos da criança.
  • Use uma mesa ampla, para que os cadernos fiquem organizados.
  • Escolha uma mesa que fique na altura dos cotovelos do seu filho, quando ele estiver sentado.
  • Oriente-o a sentar-se com a coluna sempre reta, deixando os pés bem apoiados no chão.
  • Explique que é mais produtivo e eficiente escrever ou ler sentado do que deitado na cama.
  • Proíba seu filho de estudar no sofá. Isso atrai o sono.
  • Diga para ele não atender telefonemas durante o estudo.
  • Evite que ele coma guloseimas para não se distrair nessa hora.
  • Faça-o deixar o celular de lado para não desviar a atenção.
  • Peça que tome cuidado com o computador e a internet. Eles são poderosos instrumentos de estudo, mas é preciso cuidado com as tentações.
  • Alerte que as redes sociais tiram a concentração. Explique que o momento de estudo merece dedicação. Quando estiver em casa, fiscalize.
  • Peça para a família não fazer algazarra no momento da lição de casa das crianças.
  • Crie uma tabuleta com os dizeres “não perturbe” e deixe-a pendurada na porta para ajudar.
  • Incentive seu filho a estudar e a fazer trabalhos na biblioteca da escola de vez em quando.

Enviado e adaptado por: Olinda Peres.
Fonte: Ana Maria/Agosto/2013.

crianças-brincando 300 x 300

Aprender Brincando

Atividades lúdicas, de qualquer gênero, mesmo aquelas que não parecem oferecer objetivo algum, como correr, pular, rolar, por exemplo, auxiliam o cérebro a aprender por tentativas e erros. Esses tipos de atividades exercitam o córtex pré-frontal – área do cérebro que organiza nossas ações, faz planos e, principalmente, elabora estratégias.

Em crianças pequenas, o córtex pré-frontal ainda é imaturo, por isso não conseguem fazer grandes planos ou elaborar facilmente estratégias. As brincadeiras, então, passam a ser verdadeiras “aulas” para o desenvolvimento dessas capacidades cognitivas, que em um futuro próximo podem representar a facilidade em resolver uma “estória” com começo, meio e fim. Além de tudo isso, assim como a atividade para os adultos, o ato de brincar libera importantes neurotransmissores no cérebro, tais como dopamina, epinefrina e serotonina, principais responsáveis pela sensação de prazer e de motivação, regulando o humor, a ansiedade, o sono e a alimentação.

O brincar é algo intrínseco na criança e, independente da idade, contribui de forma significativa para o pleno desenvolvimento dos mesmos. Por isso, permita que seu filho tenha momentos de pura ludicidade. Afinal, existe coisa melhor que ser criança e poder brincar?

Enviado por: Maria Cândida Duarte.
Fonte: Tudo Perto/Agosto/2013.

lista de convidados 300 x 300

Etiqueta e Boas Maneiras – Dicas

  • O guardanapo é usado aberto ou dobrado em dois, sobre o colo. Após o uso deixá-lo ligeiramente dobrado sobre a mesa.
  • Se houver no convite as iniciais R.S.V.P., a resposta deve ser dada com até 48 horas de antecedência. Se for possível confirmar antes, melhor. Desta forma colabora-se com a boa organização do evento.
  • Quando se tratar de um pequeno jantar, ao fazer o convite, comunicar quem são os convidados e qual o cardápio. Assim, pessoas alérgicas ou que não gostam de um determinado prato estarão prevenidas.
  • Quando for possível ao receber um presente, este deve ser aberto na frente da pessoa que o deu, e o agradecimento deve vir acompanhado de um elogio.

Enviado por: Talita Munhoz.
Fonte: SOS Dona De Casa/Julho/2013.

Machu-Picchu 300 x 300

Machu Picchu

Machu Picchu é simplesmente a atração número 1 do Peru e talvez da própria América Andina.

Machu Picchu (em quichua machu Pikchu, “velha montanha”), também chamada “cidade perdida dos Incas”, é uma cidade pré-colombiana bem conservada, localizada no topo de uma montanha, a 2400 metros de altitude, no vale do rio Urubamba, atual Peru. Foi construída no século XV, sob as ordens de Pachacuti. O local é, provavelmente, o símbolo mais típico do Império Inca, quer devido à sua original localização e características geológicas, quer devido à sua descoberta tardia em 1911.

A região consta de duas grandes áreas: a agrícola formada principalmente por terraços e recintos de armazenagem de alimentos; e a outra urbana, na qual se destaca a zona sagrada com templos, praças e mausoléus reais.

A disposição dos prédios, a excelência do trabalho e o grande número de terraços para agricultura são impressionantes, destacando a grande capacidade daquela sociedade. No meio das montanhas, os templos, casas e cemitérios estão distribuídos de maneira organizada, abrindo ruas e aproveitando o espaço com escadarias. Segundo a história inca, tudo planejado para a passagem do Deus Sol.

O lugar foi elevado à categoria de Patrimônio Mundial da Unesco, tendo sido alvo de preocupações devido à interação com o turismo por ser um dos pontos históricos mais visitados do Peru.

Há diversas teorias sobre a função de Machu Picchu, e a mais aceita afirma que foi um assentamento construído com o objetivo de supervisionar a economia das regiões conquistadas e com o propósito secreto de refugiar o soberano Inca e seu séquito mais próximo, no caso de ataque.

Enviado por: Luzia Maria Marques.
Fonte: SOS Dona de Casa/Junho/2013.