Animais Tristes

Infelizmente nossos animais de estimação também tem alguns motivos para se sentirem tristes. O cachorro, por exemplo, se não tiver um quintalzinho que seja para brincar e se exercitar à vontade, não vai viver lá muito contente. Caso passe boa parte do tempo na mais completa solidão, idem.

Quanto ao gato, por trás daquele ar felino de superioridade esconde-se um ser carente. Pois é, cães e bichanos são sensíveis ao que acontece ao seu redor. Basta ver a reação apavorada deles a trovoadas e rojões.

Até mesmo a agitação doméstica e vozes alteradas podem deixá-los nervosos. Há outras razões para a tristeza como, por exemplo, quando nasce um bebê na família que o adotou e ele deixa de ser o centro das atenções. Mudanças de ambiente, uma viagem de curta duração, a ida ao pet shop para os cuidados com a higiene ou a estadia num hotelzinho também são fatores capazes de causar um certo estresse.

A melhor forma de prevenir traumas é socializar o animal. Assim que estiver devidamente vacinado, leve seu cão ou gato para passear, interagir com outras pessoas e animais e conhecer diferentes lugares. Desse modo ele fica psicologicamente mais preparado para encarar o que lhe desagrada.

Se mesmo com esses cuidados você notar sinais de alteração emocional no seu mascote, leve-o a um especialista em comportamento animal para que ele defina o melhor tratamento.

Enviado e adaptado por: Melissa Britto.
Fonte: SOS Dona De Casa/Abril/2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *